CasaComigo-63-2.jpg

Olá,

Sejam muito bem vindos!

"Vende-te como queres ser comprada"

"Vende-te como queres ser comprada"

"Vende-te como queres ser comprada" é uma frase que me tem feito muita companhia no último ano.
Como sabem, estudei design de comunicação na Faculdade de Belas-Artes de Lisboa, por isso todos estes assuntos de imagem/marca/embalagem são-me próximos, intuitivos e bastante descomplicados. Como se não bastasse, o meu círculo próximo de contactos pertence, numa boa proporção, a esta tribo também - é a minha linguagem, a minha casa, a minha bolha.
Mas não é assim para todos os criativos que trabalham no mercado de casamentos, longe disso, até.

Nesta quase década de trabalho, observação e busca de novos talentos à frente do Simplesmente Branco, tenho uma posição privilegiada que me permite acompanhar várias marcas e projectos, e até contribuir para o processo de design de algumas delas. É um trabalho de que gosto muitíssimo e uma bela experiência: implica ouvir, às vezes forçar o outro lado a verbalizar o seu entendimento e visão de si próprio, processar tudo e iniciar um diálogo visual, ou, simplesmente, assistir na primeira fila, a algo que floresce, com graça e firmeza, em direcção ao seu potencial pleno, porque fala em nome próprio sem hesitações - eu sou isto.

Ambos os processos, um, mais tímido e apoiado, outro, mais impetuoso e seguro, são passos essenciais na construção de um negócio saudável e duradouro, mas muitas vezes acabam engolidos pelo quotidiano e relegados para o fim da lista de prioridades - ora porque não temos tempo para pensar nisso, porque não conhecemos ninguém que faça, não percebemos que faz falta, ou até temos um logotipo simpático (mas já com mais de 10 anos de vida)...
Nada mais errado!

A vossa marca/imagem é o vosso cartão de visita, gera a primeira impressão (tantas vezes definitiva) junto do cliente - e se não ligam nenhuma ao vosso site (que se calhar nem têm um ou não lhe mexem há três anos), se não têm um logotipo bem desenhado e consistentemente presente em toda a vossa comunicação, um cartão de visita em papel de qualidade, bem impresso e bem cortado (exactamente!), que mensagem estão a passar?
Que não se importam, que são detalhes irrelevantes, que não têm tempo, que estão desactualizados, ou, até, que são desleixados e desorganizados. Que não cuidam da vossa casa.
Ora se não cuidam de vocês, como vou confiar que cuidam de mim, no mais bonito dos dias? Como vou achar que é boa ideia deixar-vos na mão um cheque gordo, por algo que nem estou a ver e só se concretizará daqui a uns meses largos?
Dá que pensar, verdade? E merece de facto a vossa reflexão, porque o impacto de uma boa imagem no vosso negócio não é assim tão ínfimo que possa estar no fundo da lista ou nem sequer no horizonte.

O argumento "custo" não é um factor directo nesta equação - é uma parcela, sim, mas se queremos ter um negócio e lucrar com ele, temos que gastar para ganhar. E nos dias de hoje, há óptimas plataformas acessíveis (esqueçam o grátis, nunca é bom conselheiro) para vos ajudar neste processo de arrumar a casa e criar uma identidade luminosa e de sucesso.
Eu tenho estas conversas com os meus próprios clientes: questiono-os, desafio-os, deixo-os a reflectir e dou-lhes soluções, seja indicando profissionais cujo trabalho, preço e trato são impecáveis, seja sugerindo plataformas e feramentas para os mais autónomos e desenvoltos nestas coisas visuais.
A prova de que a prata da casa nem sempre é a melhor solução, e que uma visão externa e a tal verbalização de quem somos são argumentos muito valiosos e importantes na construção de uma assinatura de vida longa, o branding do Simplesmente Branco nunca foi feito por mim. O logotipo foi desenhado pela Lance Collective e o site, pela Carmen Dias - dois pares perfeitos, porque conhecem a marca e têm a capacidade certeira de interpretar a minha verbalização, somando esta informação ao seu talento.

Voltarei a este assunto brevemente, porque tenho muitas sugestões para vos dar e, de certa forma, vos empurrar para um sítio melhor e mais interessante. Hoje fica "apenas" uma sugestão de leitura, imensamente inspiradora - decidi não começar pelo básico, mas pela camada do meio, para que se sintam mais tentados e inquietos.

Apresento-vos a Fiona Humberstone, The Brand Stylist.
Mergulhem no site - caso o vosso dia seja passado, tal como o meu, à frente de um ecrã, saltem esta parte e encomendem os seus livros: Style your Brand, para os iniciados, Brand Brilliance (que tenho nas mãos neste momento), para uns degraus acima.

Tenho a certeza que vão adorar o processo - moodboards, combinações de cores, fontes, texturas, personalidades - tal como o trabalho personalizado que criam para cada um dos vossos clientes, só que desta vez o cliente é o próprio. Simples, claros e muito bonitos, estes dois volumes são como uma pequena porção de uma sobremesa gulosa - não nos saem da cabeça, e queremos mais.
Não me venham dizer que não têm tempo para uma colherada!

Imagem via Jasmine Dowling.

Retrace your steps...

Retrace your steps...

Skeptical optimists see the glass as half full but never get tired of brainstorming ways to fill the glass all the way up so that more people can enjoy what's inside.