CasaComigo-63-2.jpg

Olá,

Sejam muito bem vindos!

Bem-vindos!

Bem-vindos!

Por estes dias, o Simplesmente Branco completa 8 anos de vida online, e isso parece-me já uma viagem longuíssima.
Vem de outro tempo, de uma altura em que a vida digital era mais simples, menos pressionante  e feita de descobertas. Vem de um tempo de palavras e textos longos, de singularidades e visões próprias, do tempo em que, genuinamente, o quotidiano se desenrolava em novidades interessantes, qualitativas, nas plataformas de cada um. Voz e visão. Que tempos bons, esses!

Esta minha nova casa pisca o olho a esses tempos: pensar para escrever, e escrever para pensar. Faz-me falta, faz-nos muita falta.
Nesta viagem de oito anos, percebi que de todos os assuntos relacionados com o casamento, como player, o que mais me atrai é o mercado - essa grande arena onde todos temos um papel.
Interessa-me a dinâmica, interessa-me o crescimento, interessa-me a postura, a ética (tanto!), as visões de cada um. Interessa-me pensar sobre ele, e o que posso fazer, todos os dias, para que seja mais interessante, mais confortável, mais duradouro, mais são.

Nos últimos tempos, tenho escrito um artigo no Simplesmente Branco, que chamei de "O fio da meada", uma crónica mensal sobre assuntos que, na minha opinião, merecem ser verbalizados e uma certa discussão (e que agora residem aqui). A realidade é que quando partilhados, juntos dos parceiros, geravam uma conversa interessante e era claríssimo que esta conversa tinha de acontecer, que fazia falta, que tinha valor. Mas o Simplesmente Branco não era o sítio ideal para o fazer, porque a mensagem era mais para o mercado do que para os noivos (às vezes para ambos).
Tornou-se óbvio que precisavam de casa própria, esta.

Destes anos, somo experiências como observadora, como trendsetter, como gestora de marca, como criativa, como parceira, como adviser, como fazedora. É todo este lastro e conhecimento que trago para esta casa. Junto-lhe a minha constante vontade de fazer bem feito e o prazer de pensar sobre muitas coisas, e mostrar  outras tantas. O resultado serão reflexões e crónicas sobre assuntos que nos interessam a todos e outros mais laterais, porque é preciso desacelerar e expandir os horizontes. Olhar para o que está a nossa frente e encontrar pontos de ligação.
Serão sempre assuntos sumarentos, mesmo que na forma de textos curtos: para pensar, para saborear, para deixar a pairar e mais tarde retomar.

Espero que gostem e que se juntem às discussões. Espero que achem útil e relevante. Espero ajudar-vos a pensar, a tomar decisões, a crescer. Espero, convosco, construir um mercado de casamentos em Portugal relevante, saudável e entusiasmante.

Sejam muito bem-vindos!

Imagem via W.

Skeptical optimists see the glass as half full but never get tired of brainstorming ways to fill the glass all the way up so that more people can enjoy what's inside.

A realidade e a ficção: a escolha é vossa

A realidade e a ficção: a escolha é vossa